VIVENDO A LOGÍSTICA

 

CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA DISRUPTIVA / PROCESSOS / PESSOAS

 

video353É notório o ritmo acelerado da evolução das tecnologias, especialmente aquelas relacionadas com a internet  e o mundo digital. Varias tecnologias inovadoras são as que chamamos de “disruptivas”, ou seja, aquelas que alteram radicalmente a anterior, sendo maior exemplo de uso comum  a criação do Iphone, marca registrada da Apple que mudou o mundo.

Para o mundo da Logística, estamos transitando da tecnologia eletrônica para a digital com largo impacto nos processos operacionais conhecidos, e sincronização das três gerações de profissionais  que convivem no ambiente corporativo.

Olhar o futuro é essencial para sobrevivência profissional e corporativa, mas é necessário analisar todos os impactos que causam para Supply Chain Management e Logística Empresarial.


PONTO DE VISTA

 

OPERAÇÃO LOGÍSTICA DA TOCHA OLÍMPICA

 

Se Planejamento, Operação e Controle são os processos fundamentais da Logística, então, a trajetória da Tocha Olímpica até que se transforme na Pira Olímpica, é um excelente exercício.

De certa forma até mais complexo que produtos convencionais, porque acima de tudo tem o componente mítico, popular e midiático. A operação logística começou na cerimônia emblemática na cidade da Olímpia na Grécia (dia 21 de abril), usando o método antigo do espelho côncavo, com os raios solares é aceso o fogo Olímpico. Tudo milimetricamente calculado (para quem tem interesse em planejamento, sugiro estudar o porquê das datas e quantidade de dias antes do inicio dos jogos).

Dali, diretamente para a Suíça, onde está a sede da Organização das Nações Unidas e do Comitê Olímpico Internacional, de onde parte, chegando a Brasília.

Vejamos que é mais um exercício de Logística, uma vez que para o transporte aéreo, é necessária uma embalagem especial (lembrando: a mítica chama original não pode ser apagada). Outro exemplo de Planejamento e Operação Logística: enquanto o avião entrou no espaço aéreo brasileiro, em Brasília já estavam se preparando as aeronaves da esquadrilha da fumaça, a arrumação do cenário e a chegada das autoridades. Ainda enquanto isso, outra equipe estava tratando das pessoas que iriam carregar a tocha por toda a cidade. Ressalto aqui novamente que todo o Planejamento Logístico tem que ser infalível, todos os KPI´s 100%. As imagens iriam ser transmitidas para o Mundo.

A tocha dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 foi acesa no Brasil no dia de 03 de maio em Brasília, no Palácio do Planalto, e será carregada por cerca de 12 mil condutores, além de comboios de veículos. E aqui novos desafios da Operação logística, que precisa ocorrer como o planejado.

Ao todo serão 329 cidades, incluindo Brasília, mas somente 83 cidades serão denominadas “cidade celebração”, onde acontecerão os revezamentos.

A tocha já andou de canoa, desceu de rapel, andou de helicóptero, montou a cavalo e até subiu em caminhões. O maior percurso foi o de Brasília, 105 km, nas demais capitais serão somente 30 km em cada. Para acompanhar a tocha, basta acessar https://www.rio2016.com/tocha-olimpica. O percurso total será de aproximadamente 20 mil quilômetros.

Serão 95 dias até a chegada da Tocha ao Rio de Janeiro, dia 04 de agosto. Os Jogos Olímpicos acontecem de 05 a 21 de agosto, e os Paraolímpicos de 7 a 18 de setembro.

É muita logística envolvida. E você, acha que tem problema!

 

Sandra Barbosa

Vantine Consulting

 

IMAGEM